George Takei e o Terceiro filme de Abrams

Takei deseja fazer ponta no terceiro filme

por Ralph Pinheiro | agosto 27, 2013
 .

takei suluNos últimos anos, o ator George Takei assumiu o papel de defensor dos direitos civis iguais para os homosexuais. Ele irá participar da Fan Expo Toronto para falar sobre seus dias em Jornada e seu trabalho atual. Em entrevista ao huffingtonpost TV, Takei comentou, entre outros assuntos, sobre o novo filme de J. J. Abrams, o encontro com John Cho e o desejo de participar da terceira sequência.

 Takei está travando uma guerra com o Comitê Olímpico Internacional (COI) sobre os Jogos de Inverno em Sochi, Rússia, devido as políticas homofóbicas locais.

Na conversa com o HuffPost TV, o ator falou sobre a situação na Rússia, como ele planeja alcançar seu objetivo (s) e, como Jornada se encaixa nessa situação. Ele também falou dos dois filmes de J. J. Abrams e o desejo de fazer uma ponta. Veja os principais trechos.

Que impacto que você acha que pode ter sobre a Rússia sediar as Olimpíadas?

Takei: Temos mais de 160 mil assinantes na petição. O COI terá sua reunião em 08 de setembro para eleger o seu novo presidente. Quando uma mudança como esta está sendo feita, é um momento oportuno para apresentar esta petição. Já, o furor que foi gerado pelos meios de comunicação voltados para as políticas opressivas da Rússia está fazendo o COI pensar muito profundamente. Os russos estão insultando o COI com as leis homofóbicas que eles passam. Eles dão licença para os bandidos e os hooligans. Este é o momento para os russos repensarem. Um dos membros seniores do IOC, da Noruega, já falou à imprensa dizendo que as Olimpíadas de Inverno deve ser retirada de Sochi. Ele não apoiou a idéia de se mudar para Vancouver ainda, mas esse é o local óbvio que é o mais preparado.

Mudando de assunto aqui, pelo menos no Canadá, estamos mais livres para escolher. E você vai estar chegando a Toronto para Fan Expo!

Takei: Sim. Zachary Quinto, meu amigo de “Heroes”, vai estar lá também, para apoiar os novos filmes de Jornada. Ele é abertamente gay. Um ator abertamente gay que faz Spock agora. Como o mundo mudou. [Risos]

Eu falei com John Cho há alguns meses atrás, e ele disse que foi um mentor para ele.

Takei: Eu o conheço há muito tempo. Eu sou o presidente do Board of Governors for the East-West Players, a empresa de maior duração do teatro asiático-americano nos Estados Unidos. Eu o conheço desde que ele entrou em ação, que foi de cerca de 15 anos atrás. É ótimo ver como ele cresceu, e ainda melhor para vê-lo seguir seu caminho.

Ele adorava assistir na TV quando criança – vendo um asiático-americano na tela fazendo um personagem intelectual, interessante.

Bem, eu sou um grande fã de John como Sulu também. Eu disse a ele, quando almoçamos antes de começar a trabalhar no seu primeiro Star Trek, que não vai demorar muito para eu ser conhecido como o velho que fez parte do papel de John Cho. [Risos]

Então você gosta de assistir os novos filmes. É prazeroso para você?

Takei: J.J. Abrams é diretor de ação e aventura fantástica e um cineasta. É emocionante ver tudo isso. Eu sei que não podemos fazê-lo. Imaginem Bill Shatner correndo pelo corredor como Chris Pine. Não seria uma bela visão. [Risos]

Se alguma vez lhe pedirem para participar do próximo “Star Trek”, você estaria interessado em uma participação especial?

Takei: Eu dei umas dicas para J.J., como uma questão de fato. [Risos] Eu estou totalmente sem vergonha. Leonard [Nimoy] fez duas aparições, e por isso … o precedente foi aberto. Eu fui um capitão, e Spock foi apenas o primeiro oficial.

Eu acho que seria interessante se eles me fizessem como um alienígena, e eu poderia ser reconhecido pela minha voz. Isso não seria divertido?

Talvez você possa lançar alguma luz sobre o que é  ”Star Trek”, que faz com que viva para sempre na cultura popular.

Takei: O núcleo de Jornada é uma visão do futuro de Gene Roddenberry. Da ciência-ficção da época falava sobre uma sociedade distópica com a civilização humana ter se desintegrado. Ele tinha uma afirmativa, brilhante, a visão positiva do futuro. Ele disse que a nave estelar Enterprise era uma metáfora para a Terra. A força da nave, na sua diversidade. Todos dando o seu melhor, os seus pontos de vista e suas experiências únicas. Trabalho em equipe para enfrentar um desafio comum. Podemos prevalecer se temos confiança nas nossas capacidades de resolução de problemas, em nosso gênio inventivo e nossas qualidades inovadoras. Eu acho que é isso que inspira todas as gerações. Estamos na terceira geração agora. A primeira geração agora está trazendo seus netos a Expo Comic-Con e  aFan. Eu acho que é essa visão do núcleo do nosso futuro humano que atrai cada geração.

Fonte: TrekWeb – TB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s