Diário pessoal

Olha só o que perdi…

[transcrição]
Diario de Bordo da USS-Urânide Domingo, 16 de abril de 2006 – 13h04m22s
Data Estelar: 2453842.169699074
Chegamos na hora do encontro que marcou o jogo historico do dia em que salvamos o embaixador denobulano de uma enxurrada de naves klingons, os capitães de naves sairam do cemiterio de naves da Frota Estelar, cada um comandando uma nave com quase 100 anos de idade, era incrivel como essas maquinas ainda funcionavam. Todas foram rebatizadas com os nomes de suas naves atuais.
 
A “uranide” agora era uma Classe Excelsior lenta e preguiçosa, nas que ao menos tinha um ligeiro poder de fogo maior que as constitutions, eu ouvia o ranger da estrutura todas as vezes em que faziamos uma curva com os empuxadores.
 
O Sr Steve, meu engenheiro de bordo merece muito bem seus 30 dias de ferias depois de por esse navio fantasma pra funcionar
 
Na arena apenas uma conhecida voz se fazia ouvir pelos ecos subespaciais captados pelas antenas corroidas da uranide.
 
“–Entreguem o embaixador”  — era o que dizia
 
Mas o pior nao era isso
O pior foi quando ele começou a citar shakespeare…
 
Toda a minha tripulacao logo percebeu que o Kharg (o Kor da Federação hoje) estava em outra daquelas naves que atiravam camufladas, a noite ia ser terrivel.
 
Na Farragut um bravo almirante Cezaroni vociferava contra as falas de Kharg , tudo o que eu podia fazer era tentar faze-lo pensar primeiro na segurança do embaixador.
 
Kor começou a atirar, mandei a Farragut para a atmosfera do planeta mais proximo para usa-lo como parede e diminuir as possibilidades de kor contorna-lo e atirar mais.
 
Relutantemente o Almirante concordou pois queria muito retribuir os tiros que recbia, mas a segurança do embaixador vinha primeiro
 
Entao as chances diminuiram ainda mais quando 5 naves klingons apareceram.
 
A uranide foi tao castigada que explodiu rapidamente, nossos casulos de fuga nos levaram ao cemiterio de naves a tempo de pegarmos outra excelsior e voltarmos atras de Kharg.
 
Dei ordem para a Farragut entrar em dobra para albirea 1, ja que nao tinhamos a menor chance de alcançar a Terra.
 
Enquanto ela fugiu o resto da frota distraia Kor
Quando ele resolveu correr atras da Farragut, meu plano ja estava em açao.
 
A batalha seguia, quanto mais klingons destruiamos mais apareciam, isso nao ia acabar nunca.
 
Mas quando a farragut estava em dobra, a USS-Troia se aproximou e o embaixador denobulano se transportou para ela e Kharg não percebeu.
 
Continuou perseguindo a farragut e logo o “jogo” terninou por falta de energia nos conversores holograficos, mas que a missao foi cumprida pra gloria da 1ª Esquadra, isso tinha sim!!!
 
Mais um simpatico denobulano foi salvo dos klingons!
 
 
Não importam as dificuldades
Importa o que voce faz com elas
 
 
Marc Seven out
Anúncios

Um comentário em “Diário pessoal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s